Siena Uma Cidade Arrebatadora e Misteriosa

Incrivelmente arrebatadora e infinitamente misteriosa, e tudo em uma escala muito menos assustadora do que Florença, a cidade medieval e gloriosa de “Siena” embala, dentro de seus muros antigos, um majestoso conjunto gótico que pode ser apreciado sem se aventurar em museus.


=> Conheça a cidade de Florença Na itália

=> Encontre ofertas de passagens aéreas para vários destinos

Vários visitantes costumam passar por “Siena” em um dia de viagem, mas é difícil sentir que você realmente a conheceu em tão pouco tempo, a menos que você fique pelo menos uma noite nela.

A rivalidade entre as adversárias históricas “Siena” e Florença continua até os dias de hoje, e a participação nesta disputa não se limita aos moradores locais – a maioria dos viajantes tendem a desenvolver uma forte preferência por uma cidade ou pela outra.

Estas diferenças por vezes se resumem à preferência estética: enquanto Florença viu seu maior florescimento durante o Renascimento, as duradouras glórias artísticas de “Siena” são, em grande parte, góticas.

Infelizmente, esta cidade foi seriamente afetada pela má gestão financeira da Banca Monte dei Paschi di “Siena” – o banco mais antigo do mundo e até agora uma fonte de imenso orgulho local, emprego e mecenato.

“Siena” é um dos mais famosos destinos italianos e um lugar que cada turista pretende visitar durante uma viagem à Toscana.

É famosa por seu Palio, que acontece duas vezes por ano, e por suas características ruas estreitas ladeadas por edifícios de tijolos.

A cidade histórica está listada como patrimônio mundial pela Unesco e está cheia de lugares bonitos e interessantes para se visitar. Mas imagine que você tem apenas um dia em “Siena”: quais seriam as coisas que você não deveria perder, de forma alguma?

Este artigo irá ajudá-lo, destacando uma seleção de monumentos, igrejas e edifícios, e fornecendo dicas úteis.

Piazza del Campo:

A Piazza del Campo domina o centro da cidade e é o ponto de partida de cada visita. É uma das maiores praças medievais do mundo e tem uma característica peculiar, em forma de uma casca inconfundível.

Todos os anos, de 2 de julho a 16 de agosto, a famosa corrida de cavalos Palio acontece lá. Desde 1300 este tem sido o centro da vida em “Siena”, um mercado ativo e um lugar onde os habitantes locais se recolhem durante os eventos políticos importantes, bem como para festas e celebrações. No topo da praça está a Fonte Gaia, uma das mais belas fontes de “Siena” (a da Piazza é uma cópia, enquanto que os restos da original são preservados no Complexo de museus de Santa Maria della Scala).

Torre del Mangia:

A Torre del Mangia leva o nome de Giovanni di Duccio, seu primeiro guardião, cujo apelido era “Mangiaguadagni” (literalmente significa “comedor merecedor”), pois ele gastou todo o seu dinheiro comendo nas tabernas de “Siena”.

Se você tem medo de altura, talvez não queira se aventurar nos 88 metros (400 passos) da Torre del Mangia, mas você vai perder uma vista maravilhosa.

A partir dela a visão é realmente de tirar o fôlego. Você pode ver todas as partes importantes de “Siena”: a Piazza del Campo; a Catedral, um pouco mais ao longe, e, mais além, as montanhas distantes.

Catedral-de-Siena

A Catedral:

A Catedral tem uma fachada em branco e preto, principalmente. A melhor parte desta igreja, que é dedicada à Assunção, é o seu interior: o chão, cheio de símbolos esotéricos e histórias religiosas; a Biblioteca Piccolomini, com afrescos de Pinturicchio; a Capela Piccolomini, onde Michelangelo trabalhou de 1501 a 1504 esculpindo as estátuas dos quatro nichos menores. E ainda o púlpito, feito por Nicola Pisano, com cenas bíblicas e da vida de Jesus.

O Batistério de Siena:

Localizado logo atrás da Catedral, o Batistério, construído em 1325, é um dos locais religiosos mais importantes da cidade. Por muitos séculos, todos os habitantes de “Siena”, famosos ou não, foram batizados sob a abóbada costela do Batistério.

Dentro dele você poderá admirar os afrescos e a fonte de bronze e mármore batismal, localizada bem no centro do Batistério.

Complexo de Santa Maria della Scala:

O Complexo de Santa Maria della Scala costumava ser um importante hospital cívico dedicado a cuidar de crianças abandonadas, de pobres, doentes e peregrinos.

Bem na frente do majestoso Duomo de “Siena”, o complexo é agora um museu. Nos anos 1330, Santa Maria della Scala encomendou muitos afrescos interiores e exteriores importantes, bem como várias peças de altar significativas.

Todo o complexo abriga vários museus e esplêndidas áreas monumentais. O museu está distribuído por quatro pisos.

Palácio Público de Siena:

O Palácio Público de “Siena” é o lugar do poder político. Todos os governantes de “Siena” viveram ali. No Palácio você poderá encontrar o Museu Cívico com seus afrescos famosos, feitos por Ambrogio Lorenzetti, representando a alegoria do Bom e Mau Governo.

Igreja de San Domenico:

A Igreja de San Domenico é caracterizada por uma arquitetura maciça e pela relíquia Cabeça de Santa Catarina de “Siena”. A parte mais importante da igreja é a capela de Santa Catarina de Siena, no meio da parede do templo à direita. A capela tem afrescos de Il Sodoma.

CLIQUE AQUI e confira tudo sobre ROMA Capital da Itália!

=> Veja aqui como encontrar as melhores ofertas de passagens aéreas

Siena Uma Cidade Arrebatadora e Misteriosa
5 (100%) 1 voto[s]

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *